siga-nos nas redes
Facebook
Twitter
rss
iTunes

Os revendedores de informática

São uma praga! Estão por todo o lado! E, pior que isso, enviam-me emails não solicitados diariamente. De onde vêm estes revendedores e lojas de informática que nunca ouvi falar? Quem são estas pessoas que acham que todos nós bateremos palminhas de felicidade se recebermos uma promoção de discos rígidos ou memórias RAM?

Confesso que a motivação duma empresa revendedora de material informático, seja uma empresa grande, uma chafarica de vão de escada ou algo que só funciona na internet, está fora do âmbito dos meus interesses. Acho piada quando dizem que fornecem “soluções” para isto e para aquilo, quando – na realidade – toda a gente sabe que a informática é mais uma causa de problemas do que propriamente soluções. (se calhar referem-se a “soluções informáticas desenvolvidas para resolver outros problemas causados pela informática”. Provavelmente sou eu que tenho falta de sensibilidade)

Há até quem diga que as lojas de informática são as novas padarias: fornecem produtos que todos necessitamos e, se não gostarmos da cara do padeiro, podemos sempre visitar o concorrente da rua acima.
Talvez devido à abundância de lojas e vendedores de informática se esteja hoje a assistir a um fenómeno muito especial. As empresas consciencializam-se que não vão enriquecer à conta de vender computadores e tinteiros para impressoras, e então viram-se para o seu mercado mais bairrista.

Ou então, como é o caso duma empresa chamada Tel.S, diversificam-se.
Se clicarem nesta ligação (secção OUTROS, no dito site), vão reparar que esta empresa – para além dos normais produtos informáticos e contratos de ADSL, possui também itens muito “interessantes”. Itens esses que, à primeira vista, podem parecer não ter lugar no meio informático.
No entanto, acho que esta empresa é visionária por uma variedade de motivos.

1. Aperceberam-se, antes dos concorrentes, do carácter descartável dos equipamentos informáticos. Decidiram, por isso, dedicar-se também à venda de roupa interior descartável.

2. Vocês podem achar que eles têm um parafuso a menos. Mas lembrem-se que a linha que separa a genialidade da loucura é fina e esbatida. Eu prefiro considerá-los geniais, pois não acredito que haja alguém tão chanfrado ou imbecil no meio empresarial português.

3. É preciso ser-se corajoso para vender cuecas descartáveis (com fotos sugestivas a acompanhar) num site que se quer com um ar respeitável e institucional. Logo, a Tel.S junta a coragem ao seu rol de qualidades.

– Tel.S, bom dia.
– Estou sim, bom dia. Eu gostava de colocar uma encomenda, por favor.
– Sim, senhor, e o que é que vai ser?
– Ora deixe cá olhar para a lista… era um pacote de software de gestão GATE…
– Sim…
– era também um pacote SAPO ADSL de 12MB…
– Sim…
– e para terminar, eram três pares de cuecas descartáveis para senhora e quatro pares para homem.
– Sim, senhor. E vai querer pagar com à cobrança ou por transferência bancária?
– Se pudesse, preferia levantar no local, pode ser? É que dois dos sócios da nossa empresa já estão no último par de cuecas e dava-lhes jeito ter mais até ao fim do dia.
– Com certeza. A sua encomenda tem o número 1483/3B. Pode vir levantar quando quiser.
– Obrigado.
– Obrigado nós. Boa tarde.




Sou um da tal lista …
Mas sou chanfrado porque aproveito aqui para comentar o seguinte: Tenho uma grande superficie de vão de escada que nem na net funciona. Quero dizer que na realidade não somos todos iguais. Por exemplo eu aproveito para não lhe enviar um email a dizer que tenho para venda pcs de qualquer marca mas na realidade recuso-me a vender-lhe seja qual for o modelo. É simples: é que ás vezes também não vamos com a cara do compradores de pão e procuramos outro mais acima. Foi o caso. Por isso caro amigo André quando quiser um Mac fala com a malta. Claro que será uma causa de problemas mas o problema é que serão menos e mais interessantes.

Ah mas para não falar só em vendas, vai um blogzinho maneirinho do tipo:

O dizquedis fazquefaz e o fazquenaofaz dizquenaodiz.

Oferta cá da casa.

Até pode ser um site a cores: 256 tons de cinza entre o preto e o branco
(a cor do pó eterno em que nos vamos tornar)

NB.: O tal mac vai com uma oferta especial: Além de ser novo e ter garantia de 24 meses (para parecer muito), tem direito a 50% do nosso parco lucro e mais uns trocos (coisas do IVA)

e pronto, não é só no email que aparecem essa pragas.

Valeu pela virgindade tirada. Um gozo imenso numa história verdadeira.

Existia um personagem muito cromo que dizia sempre:

Quem disse? e respondia

Josué da Silva Torres

(ele)

eu sou o JSL


Ainda quando é por E-mail…
O pior é que recebo muitos por fax (espertos) a publicitarem promoções da tinta do fax que me estão a gastar.


Obrigado, JSL. Já tenho muito Mac lá para casa (utilizador desde 1997), mas agradeço a oferta. No entanto, não sou fundamentalista. Utilizo Linux no trabalho e lá tenho de mexer no Windows de vez em quando…

Quanto aos revendedores… é pá, o que me chateia é enviarem-me emails às carradas, tabelas em Excel e merdas desse género. Tudo coisas que eu não requisitei, que eu não quero, e que tenho de pedir para deixar de receber. O problema é deles, pois agora tudo o que é junk vai parar a uma pastinha de email chamada “A Lista Negra”. Sempre que preciso de algum produto, vou primeiro à lista negra para saber quais as empresas que devo evitar. E depois acabo por comprar noutra qualquer que não me tenha enviado nada.
Se mais pessoas fizessem isto…

Deixe o seu comentário